5 erros no Backup em Nuvem que todo mundo comete

Home/5 erros no Backup em Nuvem que todo mundo comete

5 erros no Backup em Nuvem que todo mundo comete

Os serviços de armazenamento e sincronização de arquivos baseados em nuvem são onipresentes:  todo dia o mercado é apresentado a um novo serviço (enquanto outros desaparecem repentinamente) prometendo backup gratuito ou de baixo custo para todos os arquivos existentes em nossos dispositivos, e o melhor, tudo em nuvem!

Mas quando você depende da nuvem para seus backups, é fácil cair na falsa sensação de segurança que a cloud pode trazer.  Vamos listar abaixo os 5 erros mais comuns cometidos quando você realiza seus backups em nuvem e como previno-los.

Supor que a Nuvem está Fazendo o Backup Sozinho

Eu tenho iCloud ou Google Drive, então eu tenho backup.

Alguns serviços de backup e sincronização de arquivos em nuvem tornam muito fácil colocar arquivos on-line, mas podem não ser todos os arquivos que você precisa. Não basta assumir que os serviços em nuvem que você usa estão fazendo um backup completo do seu dispositivo – verifique para ver o que realmente está sendo feito backup. Os serviços que você usa só podem fazer backup de pastas ou diretórios específicos no disco rígido do seu computador. Se você possuir arquivos em unidades externas como HD portáteis ou NAS, estes serviços não incluirão estes dispositivos de armazenamento.

Por sinal, há uma grande diferença entre os serviços de backup de arquivos e serviços de sincronização. O que leva ao segundo erro cometido:

Confundir Backup com Sincronização

Eu não preciso de backup, meus arquivos estão sincronizados.

O serviço de sincronização (como por exemplo Dropbox) permite que você mantenha conteúdos consistentes entre vários dispositivos. Ao realizar uma alteração no conteúdo de um arquivo, o mesmo será  sincronizado em todos os dispositivos, incluindo alterações e exclusões de arquivos. Dependendo de como você configurou a sincronização e compartilhamento, você pode excluir um arquivo em um dispositivo e vê-lo desaparecer em todos os outros dispositivos compartilhados.

Já o serviço de backup manterá uma cópia idêntica dos arquivos com várias versões, o que permite restaurar um arquivo já alterado em seus diferentes versionamentos do backup. Falando de diferentes versões remete ao terceiro erro cometido no backup em nuvem:

Pensar que um Backup é o Suficiente

Eu já tenho um backup de tudo, em algum lugar. Já é melhor que nada né?

É melhor do que nada, mas não é o suficiente. Além da cópia “ao vivo” dos dados no seu disco rígido, verifique se você tem um backup local e use a nuvem para armazenamento externo. Da mesma forma, se você está apenas armazenando dados em um backup local, você está colocando todos os seus ovos na mesma cesta. Adicione backup offsite para concluir sua estratégia de backup. Inversamente, se você armazenar somente seus dados na nuvem, você esta suscetível a intermitência e quedas do serviço. Assim, ter uma cópia local pode mantê-lo produtivo, mesmo se o seu serviço de backup esteja temporariamente offline.

Deixar as coisas inseguras

Eu não estou armazenando arquivos importantes o suficiente para que hackers se interessem.

Com o roubo de identidade em ascensão, a segurança de todos os seus dados online deve ser primordial. Criptografia forte é importante, portanto, certifique-se de que ele é suportado pelos serviços que você depende. Mesmo que um hacker não queira seus dados, ele ainda pode querer seu computador para fins nefastos, como conduzir uma botnet para lançar um ataque DDOS (Distributed Denial of Service). Isso é exatamente o que aconteceu recentemente com a Dyn, uma empresa que fornece serviços de Internet essenciais para outros serviços populares da Internet, como o Twitter e Spotify.

Certifique-se de proteger seu computador com senhas fortes, navegue de forma segura e mantenha seu computador com softwares atualizados. Verifique também periodicamente seu computador contra malwares e virus e livre-se deles o quanto antes.

Pensar que tudo está como está

Eu tenho uma estratégia de backup, então eu não tenho que me preocupar mais com isso.

Acho que é sábio observar um velho aforismo: “Confie, mas verifique”.

Não há absolutamente nada de errado em desenvolver uma estratégia de backup automatizada. Mas é de vital importância periodicamente testar seus backups para ter certeza de que eles estão fazendo o que é suposto. Você deve testar seus dados mais importantes e de missão crítica primeiro. Notas fiscais? Documentos legais importantes? Imagens do seu bebê insubstituíveis? Certifique-se de que os arquivos que são importantes para você são recuperáveis e estão intactos tentando recuperá-los.

About the Author: